Master Of Simplicity

Serenidade: palavra para 2016

Há já alguns anos que defino uma palavra temática para cada ano, com o intuito de utilizá-la como uma resolução principal.

Esta técnica, que aprendi através da Gretchen Rubin, tem resultado sempre comigo. Ela sugere em seu livro Happier at Home uma palavra temática para o ano inteiro. Por exemplo: “Tempo Livre”, “Fama”, “Acreditar”, “Saúde”, “Acção”, “Servir”, “Amor”, “Aventura”, “Resposta”, “Criar”, “Alcançar”, “Mergulhar”, “Generosidade”, “Limite”, “Detalhe”, “Melhorar”… e no seu caso, escolhe para ela a palavra “Maior” (usando o termo “Bigger”) com o intuito de se desafiar a pensar em grande, esperar mais de si e ser mais tolerante com as complicações e as falhas.

É possível ler um excerto do livro gratuitamente aqui.

 

2013 – Simplificar

Comecei este exercício no ano de 2013. Quando reflecti sobre qual seria o tema para mim, não demorou, a palavra surgiu-me com imensa naturalidade e em poucos segundos. Numa situação do passado teria pensado em “música”, “amor”, “viver”,… Mas foi muito mais simples. A palavra foi “SIMPLIFICAR”. Eu escrevi:

Simplificar é tudo o que quero para tudo o que faço, seja como professora, pianista, música, profissional,… seja nas situações diárias, nas relações diversas ou no meu tempo livre. Simplificar engloba a música, o amor e o viver que referi ao bocado. Até porque as mulheres sempre têm mais facilidade em complicar tudo… e eu quero exatamente o contrário!

Durante esse ano obtive resultados impressionáveis, não só a nível físico, como na casa e na tralha, como a nível interior, no que diz respeito a relações, profissão, personalidade e decisões.

 

2014 – Kaizen

No ano seguinte senti que precisava de uma mudança a sério. Eu já havia simplificado 70% da minha vida, mas precisava de algo mais profundo… Ao fim de alguma busca descobri o termo Kaizen que significa “mudança para melhor”.

O meu objetivo agora é pegar em tudo que aprendi ou já sabia e aprimorar. Não necessariamente para tornar perfeito, mas para melhorar. Chega num ponto em que temos toda a teoria na cabeça, mas falta usá-la e coordená-la na prática.

Com base nisto, e com ajuda do grupo Minimalistas em Portugal, cheguei a uma só palavra:

Kaizen: significa mudança para melhor.

Poderá ler-se mais na wikipedia sobre esta palavra. Transcrevo as seguintes palavras:

É uma palavra de origem japonesa com o significado de melhoria contínua, gradual, na vida em geral (pessoal, familiar, social e no trabalho). Pode ser visto como um processo diário, cujo propósito vai além de aumento da produtividade. (…)
´Hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje!´
Para o Kaizen, é sempre possível fazer melhor, nenhum dia deve passar sem que alguma melhoria tenha sido implantada (…).

Algo incrível aconteceu nesse ano! O pensamento atrai mesmo as coisas que desejamos com todo o carinho e autenticidade! Fui despedida ilegalmente, o que me abriu uma porta só de coisas boas! Tantas outras mudanças aconteceram como se a minha vida entrasse num trilho certo. Bem no fim desse ano vim para o Canadá, algo que jamais imaginaria.

 

2015 – Heart Family

Comecei então 2015 sentindo que Heart Family era a resolução desse ano. Eu precisava definir quem era mesmo a minha família, fosse de sangue ou não, aqueles que estão sempre lá, com ou sem distância. Isso não se faz em um dia, uma semana ou um mês.

Como referi anteriormente, em 2014 saí de Portugal e vim viver para o Canadá. Está sendo uma experiência singular, muito positiva. Não sinto falta de coisa nenhuma a não ser as pessoas que eu amo e a minha Kitty.

Então este ano, um pouco mais inglês para mim que o normal, senti que precisava dar atenção para as pessoas que amo. Nem todos temos uma família “modelo” de pais unidos e irmãos protetores. Mas eu sempre senti falta da estabilidade que dá ter uma família. Então, agora que me sinto feliz, realizada, quero construir a minha família do coração. Aquela que mesmo sem o mesmo sangue é “a” família.

Meu plano inicialmente é ficar mais atenta aos amigos que adoro e quero comigo. Estar mais presente em suas vidas. Estar “mindful” a quem me importa. Estar. Mesmo que fisicamente não pareça!

Também sinto que é o momento de fundamentar a palavra “família” na minha vida, mas sempre a do coração. Tem um carinho especial em cada palavra anual que escolho!

Esse ano foi cheio de realizações pessoais!

 

2016 – Serenidade

Para 2016 senti que precisava me focar em algo interior. Eu precisava de paz interior. De serenidade. Eu já havia simplificado e mudado a minha vida. Já tinha a minha família comigo. Precisava investir no meu bem estar. Escrevi:

Nas últimas semanas tenho investigado a palavra Serenidade, sempre sentindo que essa tem de ser o meu foco de 2016. É como se eu não tivesse escolhido a palavra, mas ela a mim! Este é o momento em que eu quero um auge entre tranquilidade, calma e paz. Achei também esta definição:

“Aceitar a si mesmo, a vida e as pessoas como elas são, mantendo sempre uma atitude realista, positiva e sábia, em relação a tudo.”

Como já tenho ideia das principais prioridades e projectos deste ano, sinto que esta palavra se encaixa perfeitamente. Para falar a verdade, ela tem rondado a minha cabeça, lembrando-me a cada segundo de como eu quero reagir perante cada obstáculo. Mais do que sentir paz num momento em que está tudo bem, é saber manter a serenidade quando poderia parecer bastante desafiante.

Até à metade deste ano, curiosamente, achei que alguma coisa estava errada com a palavra que eu tinha escolhido. Parece que estava sendo mais desafiante do que eu imaginava. Em Julho, com o nascimento da minha filha, a palavra começou a fazer sentido. Pela primeira vez, o estado pleno de serenidade fazia sentido, de um jeito como eu não havia sentido ainda.

Hoje, enquanto escrevo este texto, ela dorme bem consoladinha ao meu lado. Que paz que transmite. O sorriso, a voz, o carinho…

mos serenidade

Partilho a Oração da Serenidade:

Concedei-nos, Senhor, a Serenidade necessária
para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
e Sabedoria para distinguir umas das outras.

E por aí, escolheu alguma palavra para este ano?

Quer escolher alguma para concretizar durante os três meses que faltam?

3 Responses

  1. Serenidade é uma das minhas palavras preferidas! E é bom conseguirmos ser serenos… A minha para este ano é MUDANÇA! Não está a ser nada fácil, mas vou conseguir. Adorei o teu blog. Beijinhos e até breve.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

EnglishPortuguese