Master Of Simplicity

7 pensamentos após 6 meses sendo mãe

Ser mãe é um desafio. A vida muda, assim como as prioridades e a nossa gestão do tempo. Poder trazer uma vida saudável ao mundo é uma dádiva. E poder cuidar é a maior prova de amor incondicional.

Não existe maior aprendizado que a própria prática, mesmo não faltando conselhos, livros ou grupos de facebook sobre maternidade! Cada dia é um exercício de paciência, coordenação e priorização. E com isto passou-se meio ano rapidamente. Pois é, minha bebé faz hoje 6 meses!

Cada momento continua sendo uma descoberta. E cada dia se enche de gratidão. Analisando estes últimos meses, partilho alguns pensamentos:

  1. O sorriso da minha filha tem o poder de me fazer sentir extremamente bem e feliz.
  2. Bebé precisa essencialmente de amor e atenção. Não são precisas metade das coisas que se comenta.
  3. Nasce uma ligação sobrenatural com a bebé. Isto ajuda-nos a decifrar o que ela precisa e, ao mesmo tempo, a tranquilizá-la, sobretudo, com o nosso colinho de mãe.
  4. Os nossos sentidos ficam imparáveis. Sou capaz até de sentir quando ela está acordando mesmo não estando no mesmo quarto.
  5. Tenho mais paciência do que parecia! Sobretudo nos primeiros meses pós parto, o nosso cansaço é levado ao extremo e só depende de nós mesmas lembrar como aquela vida depende da mãe para mamar de duas em duas horas (no caso da minha menos que isso!).
  6. Este é o maior teste de dedicação. Seus dias perdem qualquer gota de egoísmo ou individualismo quando você sabe que o seu rebento depende de si em cada segundo.
  7. O momento de amamentação é uma conversa íntima. A minha bebé às vezes olha para cima e faz um sorriso enquanto mama. É apenas mais um daqueles momentos únicos e cheios de ternura.

 

Dá vontade até de partilhar mais pensamentos, pois momentos bons não faltam! Ter um filho faz-nos aprender muito de nós mesmos, sobretudo a respeito dos nossos limites. E isto apenas em 6 meses! 🙂

Identificaram-se com algum destes pensamentos? Têm outros que queiram partilhar connosco?

2 Responses

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

EnglishPortuguese